Páginas

25 de abr de 2012

Nem Todo O Amor é Amor

A cor do mar está além da comparação
Faz-te sentir sempre bem
Vamos nos calar por um tempo
Há sempre um querubim com uma de suas asas quebradas
Em um jardim mal cuidado, abandonado pelo destino
Trouxe-lhe as flores mais lindas do campo
Mas não tive coragem de dá-las a você
Gosto de pessoas com fome
Há sempre frutas em baixo das arvores
Alguém acenda o meu cigarro, por favor!
Queria sair para caminhar, mas vai chover
As ondas do mar chegam aos meus pés
Eu não gosto de esperar pelo amanhã
Um sorriso simplório estampado no rosto
Tantas lágrimas solitárias e escondidas
Alguém para colar a minha asa
Você fica comigo por que eu te amo
Eu quero e preciso alimentar você
Suas mãos para me anistiar
Para abrir todas as minhas janelas
Preciso de você para jogar minha âncora
Dentro de você... Para tornar-lhe meu porto
Tirar-me de mim para um passeio
Eu me sinto sufocado
Lastimar-se antes do fim
Antes da água do mar apagar
A fogueira do nosso amor
Você sabe tudo sobre as estrelas
Mas não sabe como chegar até elas
Nem todo céu é azul e infinito
Nem todo horizonte é inspirador
Nem todo o amor é amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário