Páginas

7 de ago de 2009

Reflexo

Vontade eu sei
Calado eu sou
Marcado estou
Afinal passei
Ferida ficou
No olhar
Dor me restou
Espelho...
Espero...
E é isso
Desperdício
Vou curar
Por dentro
E meu reflexo
Vai voltar
Reflexo
Do meu coração

Meu Mundo

Eu não durmo a noite
E pela manhã sinto sono
E meus dias são noites
E minhas noites são dias
Minhas tardes sonhos
A madrugada é solitária
E nela que entro no meu mundo
Que consigo sentir que estou vivo
O silêncio é o som de entrada
Todos dormem...
É assim que começa
Meu jardim escuro floresce
No preto e branco, vejo cores
E no vazio aprendo
Converso com minha alma
Tento escutar Deus
Faço planos
Estabeleço metas
E penso no amor
Este, que parece estar distante de mim
Dormir quando o mundo parece ser só seu
É perder a oportunidade de sentir vc no mundo
Sinto sono quando pareço ser mais um
E por mais que a madrugada seja solitária
É melhor que um dia cheio de pessoas ao seu redor
Passando por vc sem ao menos lhe desejar “Bom Dia”