Páginas

20 de jun de 2011

UMA MENINA TRISTE


Ela é uma menina triste
Presa em seu quarto escuro
Escuta Joplin deitada na cama
Ela é fechada e não tem amigos
Passa o dia sozinha e roendo as unhas
Ela quase nunca vai à escola
Pois sempre está cansada e doente
Ela é pálida e macilenta
Seus cabelos negros e compridos
Suas roupas largas e desbotadas
Um grito preso dentro querendo sair
Mas já não tem mais forças
Seus pesadelos cada vez mais reais
Que suas noites tornaram-se dias
E o sono é uma constante ferida aberta
De seu lençol o único carinho confortável
E do chão gelado a certeza de não ir pra longe
Ela é sempre tão frágil e doente
Tão sozinha e fechada
Suas unhas roídas e dedos sangrando
Sua falta de força a deixa sempre calada
Suas mãos apenas se movem para enxugar suas lágrimas
É como se ela quisesse desesperada a sua morte
Ela é uma menina cansada...

Um comentário: