Páginas

28 de abr de 2011

O Monstro


Olhe para o monstro que você criou
O monstro que você expôs a sociedade
Tranque-o no quarto e amarre-o
Não o deixe se aproximar de ninguém
Finja que ele não existe, esconda-o.
Faça todos sentirem medo dele
O odeie de uma forma contaminadora
Queime suas fotos de criança
Ou suje todo o sorriso encontrado
Mate-o aos poucos todos os dias
E um dia ele estará morto para você
O monstro não será mais seu
E nunca se lembrará de sua existência
Contamine sua esperança com suas pragas
E o odeie com toda sua força
Mate-o lentamente
Um dia ele não será mais seu
O odeie de uma forma contaminadora
Um dia ele estará morto para você



Nenhum comentário:

Postar um comentário